Banner Notícia

Indústria 4.0 é tema de debate entre acadêmicos de engenharia da Faculdades Santo Agostinho

As Faculdades Santo Agostinho, Campus JK, realizaram na noite dessa quarta-feira (29.11), palestra para os acadêmicos dos cursos de engenharia da instituição.

A proposta apresentada pelo palestrante foi a Indústria 4.0 ou 4ª Revolução Industrial com o tema “Engenheiro: O que as empresas esperam de você nos próximos anos? “, cujo termo engloba às novas tecnologias que estão em evidência nas grandes empresas e como essas ferramentas atuam no mercado de automação e troca de dados, novos conceitos de sistemas ciber-físicos, internet, tecnologia de ponta, processo industrial e uso de novos softwares.

A palestra foi ministrada por Adriano dos Santos Lucas, mestre em Engenharia de Computação pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), consultor SAP SD na Empresa Brasileira de Aeronáutica S.A (Embraer), Estafe dos alemães da SAP, que é a maior produtora de tecnologias para empresas no mundo, sendo a empresa alemã mais valiosa da atualidade, responsável por gerenciar 70% do Produto Interno Bruto (PIB) de Minas Gerais e do Mundo com a sua ferramenta de gestão empresarial (ERP R3) transacional, líder no segmento de software corporativos.

Adriano Lucas explicou que a 4ª Revolução Industrial começou em 2011 no governo da Alemanha que buscou novas possibilidades de manufaturas avançadas, adaptando ao seu processo de produção, ferramentas de ERP ou software.

“Essa nova tecnologia já está presente no Brasil e para o engenheiro é fundamental conhecê-la dentro do processo de automação e futuro mercado de trabalho. O engenheiro que não souber como utilizá-las está fadado a ficar para traz. Por isso, que palestras como essa são importantes, pois os acadêmicos precisam compreender essas transformações tecnológicas das empresas e buscar se aprimorarem enquanto estão se formando, para quando estiverem prontos para o mercado de trabalho, já estarem aptos e familiarizados com essas novas ferramentas de software”, destacou.

Dentro desta semiótica, o palestrante ressaltou que a personalização de produtos é tendência no mercado cada vez mais competitivo, pois os clientes querem algo novo, diferenciado, exclusivo. “A customização de serviços é uma tendência mundial. Os clientes cada vez mais exigentes, querem novidades, serem surpreendidos. Daí a importância dos profissionais buscarem aprender sempre mais e não apenas aquilo para o qual foram contratados. O profissional de hoje precisa ser diferenciado no mercado do trabalho ou ele estará à margem dessas inovações e mudanças dentro das empresas, que buscam cada vez mais satisfazer os clientes exigentes dentro desta nova ótica que é 4ª revolução industrial ou revolução 4.0”, finalizou o palestrante.